Primeiros Passos | PDF | Vídeo Tutorial

O primeiro passo é definir os perfis de acesso, regiões e cadastrar os usuários que terão acesso ao sistema, onde cada mantenedor será um usuário executante.

É importante definir neste momento o que serão as regiões aplicadas a seu modelo. podendo ser uma cidade, bairro, fábrica ou até mesmo um setor.

2 - Local (Clique para acessar o Material)

Um local é um ambiente onde os TAGs estão instalados

Os TAGs não estão diretamente referenciados no local e sim no local de instalação. Para a criação de um local é necessário já ter criado uma região previamente.

2 - Peças Sobressalentes (Clique para acessar o Vídeo)

Cada equipamento deve contém peças sobressalentes para reposição.

Como exemplo, um motor pode conter rolamentos, graxa e óleo em sua lista de peças sobressalente. São Consideradas todo e qualquer material previsto para reposição.

3 - Equipamentos (Clique para acessar o Material)

Um equipamento é um modelo de equipamento específico e cada TAG é referenciado em um equipamento.

Um mesmo equipamento pode aparecer em vários TAGs diferentes.

4 - TAGs (Clique para acessar o Material)

Um TAG é um ativo/patrimônio, por exemplo uma bomba

Para criação de um TAG é necessário vinculalo a um equipamento, portanto caso este equipamento não exista, este precisa ser cadastrado para então cadastrar o TAG que estará vinculado a este equipamento.

Status do TAG

O status do TAG deve ser alterado após a constatação de um executante. este deve ser operante, oprando parcialmente ou não operante.

Éste status será visualizado pelo lider onde ações serão tomadas para reestabelecer a operação deste TAG. Após a ação este status deverá novamente alterado pelo líder ou executante para 'Operante'. A lista de alteração de status pode ser visualizada por meio do 'Histórico de TAG'.

Movimentação do TAG

Toda e qualquer movimentação de TAG deve ser registrada por meio da 'Movimentação'. Uma movimentação é quando um equipamento sai de um LI e vá para outro por qualquer motivo.

5 - Recursos (Clique para acessar o Material)

Um recurso é qualquer equipamento que é utilizado para realizar um serviço. Como exemplo, um recurso pode ser um equipamento de solda, caminhão munck ou outros recursos que necesite de agendamento ou que dejesa rastrear onde estão sendo utilizados.

Este recurso pode ser refenciado em uma Ordem de Serviço e pode ser rastreado pelo calendário de recursos.

6 - Ordem de Serviço (Clique para acessar o Material)

Todo serviço deve ser registrado através de uma OS (ordem de serviço).

A OS relaciona um serviço,um recurso, EPI's, executante, local e TAG específico e deve ser aberta pelo líder e encerrada pelo próprio executante.

7 - CheckLists (Clique para acessar o Material)

É possível criar checklists personalizados e vincula-los a um equipamento, local, planos de manutenção e diretamente nas Ordens de Serviço

Nos checklists é possível criar os itens adicionando fotos, deixando o documento intuitivo e de fácil preenchimento.

8 - Pendências (Clique para acessar o Material)

O executante ao perceber alguma anomalia ou problemas no local, deve abrir uma pendência que será analisada posteriormente pelo líder de manutenção. O líder irá gerar uma OS e programar o reparo e encerrar a pendência. Portanto toda pendência será analisada e caso necessário solucionada através de uma OS.

9 - Paradas (Clique para acessar o Material)

Toda parada de Local deve ser notificada pelo líder ou executante.

Uma parada é definida quando um local deixa de operar e entra em falha total por falha de um mais mais TAGs ou até mesmo por paradas programadas/solicitadas.

A disponibilidade deste local será calculada utilizando estes dados.

10 - Rotina (Clique para acessar o Material)

As rotinas de manutenção devem ser preenchidas pelo executante.

Estas rotinas são ações como inspeção, verificação de funcionamento, visita de rotina e outras ações que não geram necessidade de intervenção no equipamento.

è de extrema importância para registro da rotina de um plantão de manutenção e deve ser preenchidas individualmente.

11 - Planos de Manutenção (Clique para acessar o Material)

Os planos de manutenção geram OS's periódicamente de acordo com a periodicidade definida.

O plano de manutenção é vinculado ao equipamento e não ao TAG, portanto cada plano pode conter múltipos equipamentos.

Caso um equiapamento conste em múltiplos TAGs, será criado uma OS para cada TAG vinculado a este equipamento.

Uma rotina é executada diariamente pelo sistema e caso não exista nehuma OS deste plano criada dentro da periodicidade definida, este irá gerar outra OS e assim por diante.

12 - Planos de Manutenção por Gatilho (Clique para acessar o Material)

Os gatilhos são planos de manutenção vinculados a uma medição, como por exemplo uma quilometragem ou horímetro de uma máquina. A criação dos gatilhos são exatamente iguais aos planos de manutenção somente não há um intervalo definido as Ordens de serviços serão geradas caso a condição definida seja atingida no momento da criação de uma nova medição para um TAG.

13 - Medições (Clique para acessar o Material)

Medições são quaisquer dados coletados em campo, como corrente, vazão ou outro dado que deseja acompanhar no seu processo.

14 - Estoque de Peças (Clique para acessar o Material)

Este recurso possibilita o controle de estoque e custos das peças sobressalentes necessárias para a manutenção dos seus equipamentos.

15 - Relatórios (Clique para acessar o Material)

Os relatórios são painéis que mostram de maneira gráfica as informações que estão sendo alimentadas pelos usuários.

Relatório de Locais

Este relatório mostra todos os TAGs e suas posições e ainda seu status.

Neste relatório é possível clicar sobre os ícones e obter dados detalhados dos TAGs, equipamentos, LIs e locais.

Relatório de Falhas

É possível analisar um pareto da falhas de acordo com o motivo e submotivo das falhas registradas neste relatório.

MTTR e MTBF

O MTTR (Mean time to repair) e MTBF(mean time between fails) são calculados conforme as paradas são registradas e pode ser analisado nestes relatórios.

Disponibilidade por local

Neste relatório é possível ver a eficiência/disponibilidade de cada local em um intervalo de terpo determinado.

Peças Sobressalentes

Lista todos equipamentos que possuem peças sobressalentes cadastrados e agrupa por equipamentos.

Permite ter uma visão do campo em relação as peças sobressalentes, listando quantidade por equipamento e quantidade somando todos equipamentos do mesmo modelo.

Relatório de Medições

Neste relatório é possível acompanhar graficamente as medições realizadas em campo.

Relatórios de Checklists

Acompanhe o preenchimento dos checklists.

Relatório de OS's

Aqui você analisa a quantidade de ordens de serviço, como está a distribuição da mão de obra e a quantidade de ordens atrasadas por mantenedor.

16 - Controle de Acessos (Clique para acessar o Vídeo)

No controle de perfil é possível controlar as ações que cada perfil de usuário pode realizar bem como habilitar o modo básico que simplifica a visão do usuário e pode limitar o que pode ser visto.

17 - Uso de QR Codes (Clique para acessar o Vídeo)

Este recurso possibilita a impressão de etiquetas com a tecnologia de QR Codes. Estas etiquetas são coladas nos locais, locais de instalação e TAGs e ao escanealas pelo aplicativo, uma janela é mostrada com todas as informações do registro.