A função de confiabilidade de manutenção R (t) é uma métrica de desempenho fundamental para qualquer organização que depende de ativos físicos. É uma função do tempo que descreve a probabilidade de um ativo ser capaz de realizar a função exigida a qualquer momento.

#Qual é a função de confiabilidade de manutenção?

A função de confiabilidade de manutenção é uma função matemática usada para calcular a probabilidade de uma máquina estar operacional em um determinado momento. É frequentemente usado em engenharia de confiabilidade para determinar por quanto tempo se espera que uma máquina opere sem precisar de manutenção ou reparos.

Para calcular a confiabilidade de uma máquina, você precisa saber duas coisas: a taxa de falhas da máquina e o tempo desde a última manutenção. A taxa de falha geralmente é representada por um símbolo lambda (λ). Esse é o número de falhas por unidade de tempo, o que na prática é o inverso do MTBF, portanto λ = 1 / MTBF . Por exemplo, se λ = 0,1, isso significa que, em média, uma em cada dez máquinas falhará a cada ano.

O tempo desde a última manutenção (TSLS) é simplesmente o tempo decorrido desde a última reparação ou manutenção da máquina. Isso é importante porque as máquinas tendem a falhar com mais frequência quando são colocadas em serviço pela primeira vez e depois se tornam mais confiáveis à medida que envelhecem.

Para calcular r (t), você precisa primeiro encontrar λ (t). Isso pode ser feito usando dados históricos ou técnicas de modelagem preditiva. Depois de ter λ (t), você pode conectá-lo à seguinte equação:

R (t) =e^- (λt) Essa equação lhe dará a probabilidade de que sua máquina ainda esteja operacional no tempo t.

#Por que é importante calcular a função de confiabilidade de manutenção?

Porque essa função pode ser usada como uma ferramenta de manutenção preditiva. Ao rastrear a confiabilidade histórica de uma máquina, é possível prever quando é provável que ela falhe e planejar a manutenção adequadamente.

Há algumas maneiras diferentes de calcular a função de confiabilidade, mas a mais comum é usar a distribuição Weibull. Esse método envolve o ajuste de uma curva aos pontos de dados que representam tempos de falha. O formato da curva fornecerá informações sobre a probabilidade de a máquina falhar em determinados intervalos de tempo.

É importante observar que o cálculo da função de confiabilidade requer dados precisos sobre falhas anteriores. Se você não tiver esses dados, não poderá fazer previsões precisas sobre futuras falhas.

#Conclusão

Há muitas maneiras de calcular a confiabilidade de uma máquina. Um método comum é usar a função de confiabilidade, R (t). Essa função fornece a probabilidade de uma máquina operar corretamente por um determinado período de tempo, t.

Para calcular R (t), você precisa saber duas coisas: o MTBF (tempo médio entre falhas).

Depois de ter esse valore, você pode inserir na seguinte equação:

R (t) = e^- (t/MTBF)

Onde: e = base de logaritmos naturais (~2,71828…)

t = período de tempo desejado

MTBF = tempo médio entre falhas

Veja o vídeo explicativo

ainda sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • 5 Estratégias Simples para Simplificar os Processos de Manutenção Industrial
    Quando se trata de manutenção industrial, simplificar os processos pode ser a chave para aumentar a eficiência, reduzir custos e garantir um fluxo de trabalho mais suave. Neste artigo, exploraremos cinco estratégias simples, mas poderosas, que podem ajudar a simplificar os processos de manutenção em sua operação industrial. Padronização de Procedimentos: A padronização de procedimentos […]
  • Como Maximizar a Eficiência da Manutenção Industrial
    Você está procurando maneiras de melhorar a eficiência da manutenção industrial? Você veio ao lugar certo! Neste artigo, vamos explorar estratégias comprovadas que podem ajudar a otimizar sua operação de manutenção, resultando em menos tempo de inatividade, custos reduzidos e maior confiabilidade dos equipamentos. Gestão de Ativos Inteligente: A gestão eficaz de ativos é crucial […]
  • A Importância da Inspeção Visual na Rotina da Manutenção: Detectando Problemas Antes que Aconteçam
    Na complexa dança da manutenção industrial, uma das formas mais simples e eficazes de identificar problemas potenciais é muitas vezes esquecida: a inspeção visual. Embora possa parecer óbvia, essa prática muitas vezes é negligenciada em favor de métodos mais técnicos ou automatizados. No entanto, a inspeção visual desempenha um papel fundamental na detecção precoce de […]
×